segunda-feira, 13 de abril de 2009

Três Vezes Mamão

_MG_7927

_MG_7924

_MG_7917
FOTOS: Rafel Medina

Sobremesa que me lembra a infância, o doce de mamão verde é delicioso, além de super chique. Para fazê-lo você vai precisar de mamões verdes (o quanto você quiser, mas lembre que este doce rende muito, se for para duas pessoas, um mamão basta - o tipo de mamãoque eu recomendo para esse doce é o Havaí, que é maior).

Primeiro, faça cortes superficiais em toda a casca do mamão para tirar o seu leite, que é amargo. Deixe o leite sair por umas duas horas. Então parta-o ao meio e retire as sementes. Rale então o mamão na parte grossa do ralador e deixe-o de molho em água abundante por 24 horas, trocando a água por várias vezes (toda vez que você for trocar a água, dê também uma lavada no mamão ralado). Esse procedimento é para tirar todo o amargo do mamão verde.

Meça o mamão ralado em xícaras. A quantidade de açúcar é a mesma quantidade de xícaras de mamão ralado que você tiver (duas xícaras de mamão, duas xícaras de açúcar, e assim por diante).

Coloque o açúcar numa panela e adicione duas xícaras de água. Leve ao fogo e deixe ferver, até formar uma calda rala. Coloque o mamão ralado nesta calda, acrescente cravos da Índia ao seu gosto e deixe ferver até cozinhar (vá provando o mamão até perceber que está cozido). Em relação à calda, se necessário (dependendo da quantidade de mamão), vá acrescentando mais água o suficiente para que o doce não fique seco (alguns preferem o doce com mais calda, outros, mais seco, e isso que vai determinar - além da quantidade do mamão - o quanto de água você vai acrescentar).

Para fazer o doce de mamão laminado, descasque o mamão, parta-o ao meio e tire as sementes. Vá cortando ao comprido fatias bem finas do mamão e enrole-as, formando rolinhos. Para facilitar, você pode fazer as lâminas de mamão com o descascador de legumes.

Deixe esses rolinhos de molho em água abundante também por 24 horas, trocando a água com frequência (toda vez que for trocar a água, lave os rolinhos).

Disponha esses rolinhos, em pé ou deitados, numa panela que os comporte. Ferva água o suficiente para cobri-los, joque esta água fervente por cima deles e ferva em fogo alto por cerca de quatro minutos. Escorra a água e reserve os rolinhos de mamão.

Faça uma calda rala com açúcar (use a mesma lógica do doce de mamão ralado: tantas xícaras de lâminas de mamão, a mesma quantidade de xícaras de açúcar). Coloque os rolinhos nesta calda, acrescente alguns cravos da Índia e ferva-os até que cozinhem (provavelmente vai ser necessário adicionar mais água, pois o doce de mamão laminado é em calda, assim, a quantidade de água tem que ser suficiente para que os rolinhos fiquem em calda).

Guarde o doce em recipientes na geladeira e sirva-o com queijo minas ou mesmo puro.

Se quiser, adicione coco fresco ralado ao final do cozimento do doce de mamão ralado. Se utilizar o coco desidratado, acrescente-o ainda no final do cozimento do mamão para que ele vá hidratando e se incorpore ao doce.

As fotos aí de cima mostram os três tipos de doce: o ralado, o ralado com coco e o laminado.

E para continuar essa orgia de mamão, vai aí uma música ótima: Papaya, com a Urszula Dudziak cantando. Essa música, meio disco, meio jazz, fez parte da trilha da primeira versão da novela Anjo Mau e agradeço ao meu amigo Dalton por essa dica. Aproveite porque ela é incrível!


3 comentários:

jupter disse...

mais incrível ainda é a interpretação toda especial que só eu sei fazer dessa canção, né?

PS: e o doce estava uma delícia mesmo!

Alê Ferrari disse...

É verdade, sua interpretação para essa música é ótima!!!

Ariana disse...

Ahh no próximo dominngo vou comprar mamão!!!
Adorei este doce!!!!!!

Bjbj